Follow by Email

APRESENTAÇÃO.

ESTE BLOG FOI CRIADO PARA SOCIALIZAR PLANEJAMENTOS DE AULAS DE ARTES PARA PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL INICIAL. O MATERIAL NELE ENCONTRADO É UM APANHADO DE PLANEJAMENTOS DE AULAS ENCONTRADO NA NET PRODUZIDOS POR PROFESSORES.

Total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de junho de 2011

ESTUDO DAS CORES PRIMÁRIAS E DESCOBERTA DAS CORES SECUNDÁRIAS


Autor e Co-autor(es)

Co-autor(es)Elizabet Rezende de Faria

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
Ø  Fixar a aprendizagem das cores primárias e, ludicamente, através do “Jogo da Velha”, descobrir as cores secundárias;
Ø  Exercitar a prática da pintura;
Ø  Realizar experimentos com tintas e cores;
* Pesquisar as cores primárias e secundárias em outros contextos;
Ø  Produzir plasticamente  composições pictóricas com tinta guache e recorte de papéis;
* Montar uma instalação artística contemporânea com recursos/objetos disponíveis no ambiente escolar.
Duração das atividades
• Cinco aulas de 50 minutos cada
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
·         Noções Básicas de Desenho e Pintura
Estratégias e recursos da aula
Aula 1  
 Ø  Prepare as mesas da sala de aula, forrando-as com jornal;
Ø  Disponibilize tinta guache nas cores primárias, papel sulfite, vasilhas com água e papel toalha;
 Ø  Apresente o material e convide seus alunos a realizarem um estudo de cores primárias através da pintura com os dedos;
Ø  Realize um ditado com o grupo, no sentido de registro de cada cor citada:
Pintura a dedo com guache - Estudo das Cores Primárias - Alunos 4º Ano/2010-ESEBA/UFU
Fonte: Acervo Soraia Lelis
Ø  Solicite que nomeiem as cores registradas no papel e posteriormente coloquem o trabalho para secar em local seguro;  
 Ø  Fale sobre COR. Sugestão:
 COR – Sensação provocada pela ação da luz sobre o órgão da visão. Pode ser percebida de duas formas: cor luz e cor pigmento. (A ARTE DE EDUCAR – Cartilha de  Arte e Educação para Professores do Ensino Fundamental e Médio, São Paulo: Antônio Bellini Editora e Cultura, 2003, p.158)    
 Ø  Apresente o amarelo, o azul e o vermelho como cores primárias. Sugestão:
 CORES PRIMÁRIAS O Amarelo primário, o Azul Ciano e o Vermelho Magenta, são conhecidas com cores primárias. Assim se designam por serem cores puras, cores independentes que não se podem decompor, logo não derivam da mistura de outras cores. Através da mistura entre estas, é que se torna possível conseguir novas cores. Por sua vez, da mistura das três cores primárias em simultâneo, resulta o preto.
  Ø  Convide seus alunos para brincarem de um  “Jogo da Velha” diferente do convencional, onde a descoberta de uma cor secundária se dará através da mistura de duas primárias:
 * Entregue uma folha de papel sulfite para cada um;
*Solicite que tracem por toda a superfície do papel, duas linhas verticais e duas linhas horizontais;
*Dite a cor que se deve colocar em cada coluna/linha do gráfico/jogo;
 *Monte com eles a estrutura para a descoberta das cores secundárias:
Pintura a dedo com guache sobre papel sulfite - Descoberta das Cores Secundárias - Alunos 4º Ano/2010-ESEBA/UFU  
Fonte: Acervo Soraia Lelis
Ø  À medida que os alunos descubram as cores secundárias que se obtém na mistura de duas primárias, socialize com os demais;
Ø  Solicite novamente para que nomeiem as cores registradas no papel e posteriormente coloquem o trabalho para secar em local seguro.      
   Aula 2 e 3
  Ø  Rememore com os alunos as descobertas realizadas na aula anterior apresentando os trabalhos do grupo;
Ø  Apresente aos alunos o seguinte gráfico:
  Ø  Questione o grupo sobre como são formadas as Cores Secundárias e promova uma gincana para que falem do conhecimento em construção sobre as Cores Primárias e Secundárias;
 Ø  Fale teoricamente sobre o Estudo das Cores Primárias e a Descoberta das Cores Secundárias. Sugestão:             
    CORES SECUNDÁRIAS
 O Verde, o Laranja e o Violeta, são conhecidas como cores secundárias. Assim se designam pois são resultado da mistura de duas cores primárias.
Vejamos:  
Amarelo Primário + Azul Ciano = Verde              
Amarelo Primário + Vermelho Magenta = Laranja
Azul Ciano + Vermelho Magenta = Violeta
À mistura destas três cores, tem-se como resultado o branco.   
 Ø  Prepare as mesas da sala, forrando-as com jornal;
 Ø  Disponibilize trinchas, vasilhas com água, papel toalha e tinta nas cores primárias e secundárias;
Ø  Distribua papel canson A4 para todos;
Ø  Proponha experimentos com  cores primárias e cores secundárias:
Processo em pintura com guache sobre papel canson - Estudo das Cores Primárias - Alunos 4º Ano/2010-ESEBA/UFU   
Fonte: Acervo Soraia Lelis
Processo em pintura com guache sobre papel canson - Descoberta das Cores Secundárias - Alunos 4º Ano/2010-ESEBA/UFU  
Fonte: Acervo Soraia Lelis
Pintura com guache sobre papel canson A4 - Fixação das Cores Primárias - Alunos 4º Ano/2010-ESEBA/UFU  
 Fonte: Acervo Soraia Lelis
Pintura com guache sobre papel canson A4 - Fixação das Cores Primárias - Alunos 4º Ano/2010-ESEBA/UFU    
Fonte: Acervo Soraia Lelis
Pintura com guache sobre papel canson A4 - Fixação das Cores Secundárias - Alunos 4º Ano/2010-ESEBA/UFU    
 Fonte: Acervo Soraia Lelis
 
Pintura com guache sobre papel canson A4 - Fixação das Cores Secundárias - Alunos 4º Ano/2010-ESEBA/UFU    
Fonte: Acervo Soraia Lelis
Aula 4
Ø  Sugira uma pesquisa em revistas, na busca de diferentes tonalidades de papel nas cores primárias e secundárias;
Ø  Proponha uma composição plástica em recorte e colagem a partir dos papéis coletados na pesquisa;
Aula 5
Ø  Verifique com os alunos a existência de materiais na sala, no estojo individual, na escola... nas cores amarelo, vermelho, azul, verde, violeta e laranja no seu design/forma e proponha uma exposição, classificando-os em cores primárias e secundárias;  
*Convide os alunos a montarem uma instalação nos corredores da escola com os objetos coletados;
*Entregue canetas coloridas e papel sulfite, solicitando a realização de desenhos de observação;
*Exponha o resultado gráfico próximo à instalação.
Recursos Complementares
COLAGEM – pintura criada pela incorporação de vários materiais, papel colorido ou impresso, tecido, barbante, etc., numa tela u prancha, colados sobre estas. (LAMBERT, Rosemary. A arte no século XX: introdução à história da arte da Universidade de Cambridge. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar Editores,1984, p.86)   
COMPOSIÇÃO – arranjo ou disposição de todos os elementos de um quadro, a fim de criar um todo agradável ou satisfatório. (LAMBERT, Rosemary. A arte no século XX: introdução à história da arte da Universidade de Cambridge. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar Editores,1984, p.86)
  GUACHE (fr., gouache) – forma opaca de tinta a base de água. Diversamente da aquarela, os pigmentos do guache são ligados com cola, e os tons mais claros obtém-se pela adição de pigmento branco. (CHILVERS, an. Dicionário Oxford de Arte, São Paulo: Martins Fontes, 2001, p. 241)      
Para entender mais sobre a nossa concepção de avaliação em arte, ver: LELIS, Soraia Cristina Cardoso Lelis. Poéticas Visuais em construção: o fazer artístico e a educação (do) sensível no contexto escolar. Dissertação de Mestrado, Instituto de Artes da UNICAMP: Campinas-SP, 2004. Disponível também em www.nupea.fafcs.ufu.br           
Avaliação
Observar o interesse no jogo de descoberta das cores, a maneira como os alunos interagem com o material plástico  - guache e papel, verificando a gestualidade nas pinceladas, o domínio das cores primárias e a aprendizagem das cores secundárias. Através da pesquisa em revistas e da mistura de tinta nos exercícios de pintura, perceber como os alunos transitam entre tinta, cores, papel, pincel e tesoura, bem como como se expressam de forma pictórica/plástica. Apreciar a capacidade de descoberta de objetos e o processo criativo na montagem da instalação. Importante socializar as produções poéticas através da exposição pública dos trabalhos e promover o diálogo, o feedback e a auto-avaliação como processos avaliativos para crescimento/enriquecimento do repertório plástico individual e grupal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário